segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Tiramos o visto americano

Hoje nós fomos ao consulado americano, fazer os nossos vistos para irmos pro Brasil, ficou meio sem sentido, né?! Pois bem, dessa vez resolvemos variar no trajeto, pretendemos ir pelos States e na volta dar uma paradinha para conhecer. Nós (eu e o Tutu) vamos em dezembro, talvez no meio, para passarmos o aniversário do meu irmão Dan, o Natal e Ano Novo e o Raw vai em janeiro para o casamento do K.belitcho e da Sá e quem sabe nossos aniversários. Ah, e aí voltamos todos juntos pelo dia 26 de janeiro.
Acordamos ceeedo, segundo o Arthur era tão cedo que até era de noite, chegamos meio em cima da hora e pegamos uma fila gigante (tá bom, pode tirar metade porque eu sou exagerada) fomos revistado no corredor, antes de pegar o elevador e quando subimos passamos pelo raio-x, gente, foi muito estranho, o guarda era muito seco, meio groceiro, fiquei até constrangida, parecia que a gente não deveria estar lá e o Raw me advertiu que a entrevista era bem pior, achei impossível...
Bom, entramos sentamos, assistimos televisão, quando de repente (1) o Tutu ficou com vontade de ir ao banheiro, daí eu fui procurar e nada, quando de repente o guarda Belo, mega simpático, apareceu e me falou: "O que você quer, o que está procurando?" me deu uma vontade danada de responder: "Você querido, tava com saudades do seu lindo sorriso", mas não, falei que queria levar o meu filho no banheiro, daí ele falou pra sair pela porta, virar que alguém ia dar a chave.
Cheguei no lugar uma mulher com uma cara de que tinha apanhado estava com a chave e um outro guarda me falou para segui-la. Coitada a chinesinha deve ter segurado o xixi pra caramba e ainda por cima toma uma bronca por querer ir ao banheiro. Ninguém merece.
Bom, voltei, passei por um outro guarda que não era simpático, mas também não era grosso e fomos sentar, logo nos chamaram para as impressões digitais e o cara que atendeu foi bem bacana, deixou o Arthur colocar o dedo também só pra ver como era e até sorriu. ahhaha.
De repente (2) um alarme começou a soar, era o alarme de incêndio, fomos pra saída emergência e da-lhe escada, estávamos no 10 andar, eu estava com duas calças, coisa que eu odeio, então o meu joelho não dobra direito, parece que tem um elástico mantendo ele esticado, cheguei lá em baixo com a maior dor na perna. No saguão do prédio estavam uns bombeiros e na frente um caminhão e um monte de gente, o Arthur vibrou, né?! Ah, era alarme falso...
Bom, voltamos pra fila, subimos e fomos chamados para a entrevista, a moça era bem simpática, fez umas perguntinhas normais e vai nos dar 2 vistos de turismo de mais de 6 meses e um de trabalho (sei lá como chama) pro Ravi, já que ele falou que na empresa que ele trabalha eles podem pedir que ele vá pra lá fazer alguma coisa.
Muito bem, agora só falta chegar o visto para estarmos vistados e bem vestidos, daí vamos poder não só ir pro Brasil, mas conhecer o outro lado do Watertoon. Yay!

5 comentários:

Eu... disse...

kkkkkkk...Adorei o Postt!!
Qdo formos tirar o visto, 'e bom que ja fico preparada...
Ainda bem que entre caras feias e incendio falso, tudo deu certo no final...
bjinhussss

Carlos ( KK ) disse...

Bacana! Inclusive sai mais barato a passagem indo por lá!

Carlos ( KK ) disse...

Bacana! Inclusive sai mais barato a passagem indo por lá!

Ellie disse...

Que legal! Parabens pela conquista!

Soraya Wallau disse...

Brigada! Bjinhos