sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Umas dicas de inglês

Um dos motivos de eu ter entrado no curso foi o de experimentar e aprender o inglês em outro ambiente, sempre achei que a única forma de aprender alguma coisa é vivenciando, ir na escola de inglês e não praticar não dá, mas acho que a prática tem que ser feita de forma natural, indo pra rua, pra escola dos filhos, indo na biblioteca, estando em situações reais e em um contexto que você possa evoluir uma conversa, para que tenha uma soma de resultados. Não sei se vocês lembram, mas quando eu cheguei aqui o meu inglês era tosco, então comecei a estudar em casa e ia na escola do Arthur buscá-lo e conversar com as mães para exercitar, nessa brincadeira percebi o meu inglês mudar de uma forma tão radical que em alguns meses eu já não precisava mais de interprete para as reuniões da escola do Arthur. Mas é importante não descansar para que isso aconteça.
Ontem eu estava fazendo um questionário para o curso que me perguntava sobre artistas e designers que eu mais gosto e porquê, qual a obra de arte que eu mais admiro e porquê, etc. Eu respondi tudo em um papel, me esforçando o máximo para que as frases não ficassem limitadas e para que não houvessem tantos erros de gramática, eu nunca tive aulas de gramática aqui no Canadá, então estava meio receosa de parecer ignorante (essa é a minha maior preocupação, sempre!) e quando o Ravi chegou leu e corrigiu, tive poucos erros e fiquei bem contente. O que tem me ajudado a formar um vocabulário é a leitura em inglês e um dicionário de inglês, um dicionário como os de português que a gente usava na escola, ele tem me ajudado a ampliar e elaborar melhor o meu vocabulário, também acho que assistir bastante filme em inglês com legenda em inglês seja muito bom, mesmo quando a legenda está mais simplificada ajuda, pois vemos e ouvimos as palavras ao mesmo tempo.
No curso foi dado um planejamento de tudo o que vai acontecer do começo ao fim, todos os dias de aula, então estou planejando me preparar na semana anterior para a aula, pesquisar sobre os assuntos que serão falados na aula, estudar o que vou querer falar, escrever resumos sobre os assuntos, mas tudo em inglês, para que o meu vocabulário se enriqueça cada vez mais na língua, mesmo que muitas coisas eu só conheça em inglês sempre é mais fácil correr atrás das coisas em português.
Bom, então é isso, é só uma dica que estou dando, pois funcionou muito bem comigo e com certeza, para quem está por aqui, vai melhorar muito a sua qualidade de vida.
--------------------------------------------------------------------------------
"As vezes é fácil esperar as coisas acontecerem, mas fazê-las acontecer é maravilhoso" Soraya Wallau

4 comentários:

The Land of Wind disse...

Dica perfeita, So. Eh assim que eu sempre fiz tambem. MUITO filme com legenda. E livros, muitos livros. Mas sabe que eh a forca de vontade que conta, neh? Nao adianta nada se nao tivermos aquele pensamento positivo e a certeza de que ainda vamos chegar aonde queremos!
Bjo grande e boa noite.

Soraya Wallau disse...

Verdade, Nine! Bjo bem grande!

Pai dos trigemeos disse...

Tambem aprendi muito lendo e vendo filmes. Ha uns 12 anos atras assistia em video e tampava as legendas pra apenas escutar.
Acho que ninguem que quer aprender pode parecer ignorante. Ignorante eh quem nao quer aprender.
Bjs,
Octavio

Paola Tavares Silva Wortman disse...

so ... vc esta me sidno uma aluna muito aplicada! parabens por correr atras!
beijos!