quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Cuidado a distância.

Eu estava pensando em como os papéis se invertem com os anos, passamos de filhos à pais e vamos virando pais dos nossos pais, até que um dia seremos filhos dos nossos filhos. Um ciclo.
A minha mãe esteve doente por esses dias, ela foi para o salão de beleza e se sentiu mal, chamou a ambulância que não chegou, então pegou um táxi e foi para o hospital onde trabalha, hospital do Estado, mas onde ela sabia que seria muito bem atendida, foi logo dizendo que ou era a pressão ou a glicose, tiraram a pressão e estava 22. Passou a noite por lá, foi cuidada e medicada e agora está bem.
Nesse dia eu fiquei tentando ligar (ligo todos os dias) e não consegui encontrá-la, aquilo foi me dando uma angustia, coisa de filho, talvez o cordão invisível que nos uni estivesse me avisando de algo, vai saber. Como o meu sogro estava por estas bandas aproveitamos para mandar um kit, medidor de pressão e de glicose, para que ela possa se controlar em casa, mas a preocupação não foi embora, fica sempre aquela sensação de que se você não está por perto a coisa pode desandar...
Agora ela vai tirar férias, descansar um pouco, passear e se cuidar.
Quero muito poder ir no fim-do-ano para o Brasil, ficar com ela, poder passear e bater-papo na mesa tomando um chá, essas coisas fazem falta e acho que faz falta para nós duas. Ela se sente sozinha algumas vezes e nós nos entendemos muito bem, somos amigas. Vamos ficar na torcida para que tudo dê certo para a minha ida, mas nesse meio tempo o telefone está sendo muito bem usado.

6 comentários:

Pinguinland disse...

So,

Ontei fui para Santos e pensei muito em vcs! Pena que nao sabia o fone da sua mae para falar um oizinho para ela. Ela vai ficar boazinha, viu? Sei como vc se sente, pois qdo minha mae fica dodoi eu fico pessima.

No final do ano vc ve sua maezinha!

beijao

Eliane disse...

Oi Sô,
fale para a Semírames se cuidar.
Talvez ela esteja trabalhando demais, é bom dar um tempo de vez enquando. Logo você mata essa saudade.
Bjcas, minha amiga, fique firme.
Eliane

Paula disse...

Olá, sei o que vc esta passando também moro longe da minha mãe (não tão longe como vc), mas no fim tudo fica bem. o comentário é só para vc saber que não esta sozinha, força e boa sorte.

Pai dos trigemeos disse...

Essas ligacoes invisiveis sao fantasticas. Um dos misterios da vida. Aguenta firme a distancia. Legal mandarem o kit pra ela.
beijao,
Octavio

Soraya Wallau disse...

Valeu, meus queridos!!!
Bjo bem grande pra todos!

Marlia disse...

Soraya,

Nossa preocupação como filha é realmente muito grande quando nossa mãe está tão longe de nós. Na realidade não temos o poder de Deus para fazer qualquer coisa, mas sentimos que quando estamos por perto parece que as coisas estão melhor.
Espero que com essas férias que sua mãe vai ter ela se recupere e melhore a saúde. Também espero que você possa ir e curtir muito sua mãe quando for ao Brasil no final do ano. Toma uma xicará de chá por mim. :)

Bjs,
Marlia