domingo, 17 de maio de 2009

No dia 17 de maio de 1990, há exatos 18 anos, a Organização Mundial de Saúde retirou oficialmente a homossexualidade da lista de doenças mentais. A data ficou marcada como o Dia Mundial de Luta contra a Homofobia, em que se comemoram as conquistas da comunidade GLBTT. Na Espanha, onde o casamento gay é permitido, a Igreja Católica perdeu a isenção fiscal e a ajuda financeira oficial que recebia do governo (cerca de 141 milhões de euros por ano) após ter se manifestado contrária à união homoafetiva no país. No Brasil, já é possível registrar em cartório uma declaração de união estável entre duas pessoas do mesmo sexo e a adoção de crianças por casais gays também já é realidade. Há três casos no Brasil de crianças registradas por dois pais ou duas mães: em Bagé (RS), no Rio de Janeiro e em Catanduva (SP). Jornal de Debates

4 comentários:

Criska disse...

E o legal é que o termo correto é "Homoafetividade", pois o sufixo "ismo" é indicativo de doença (aprendi isso hj com um amigo gay). Mas, o que mais me fez rir é que ele diz que gays gostam de Homens (H maíusculo), pois quem gosta de gay é mulher.....kkkkkkkkkk

Soraya Cruz Wallau disse...

hahhaha. Taí uma coisa q eu não sabia! hahaha.
Bjos!

Eliane disse...

Oi Sô,
para mim vale a máxima, ame o teu próximo como a ti mesmo!
Beijocas, Eliane.

Soraya Cruz Wallau disse...

Sim sim! Concordo plenamente! Bjinhos.