domingo, 7 de setembro de 2008

Que engraçado, passei o final de semana mais intenso do meu último ano, mas tinha a impressão de que estava sonhando, tive vontade de ficar em um canto onde pudesse ver tudo como um telespectador e, claro, tive vontade de fotografar até quando tinha preguiça.
Na sexta-feira eu fui pra São Paulo, com a Alê e lá nós encontramos o Rapha, o Fabrício, o K.belo e mais tarde a Cinara (a Sabrina foi pra Pindorama) em um bar chamado Roda Viva, um lugar escondidinho na Vila Madalena e com um repertório musical do Chico Buarque, com pitadinhas de uma MPB de qualidade. As pessoas que estavam por lá pareciam que tinham saído de um gibi. Pessoas descoladas e que catavam todas as músicas como se tivessem escrito, no final já estava tirando fotos até do casal da mesa ao lado e já estava até trocando dicas de novos bares com uma gigantona que eu conheci no banheiro. Me senti como se estivesse em casa.
Dormi no apê do Kbelo e da Sá, que por sinal está muito lindo, super casinha, tem até plantinhas o que para mim é um sinal de que é uma casa de verdade.
Nem vou dizer que não sabia como tinha chego na casa deles, pois vocês iriam ficar com uma impressão errada de mim. hahaha. É eu realmente aproveitei de corpo e alma, o duro é que o corpo sentiu no dia seguinte. hahaha.
No sábado o meu irmão apareceu e me chamou pra ir em uma balada de velhotes, que a princípio me parecia uma roubada, mas no final foi maravilhoso. O show que fomos era de uma banda que a minha mãe curtia no tempo de juventude e que continua tocando e mandando muito bem.
Esse show aconteceu no Clube dos Ingleses e a banda era Blow Up. Eles tocaram Bee Gees, Pink Floyd, entre outras bandas que eu não sei o nome, mas conheço as músicas. O melhor da noite foi o fato de estar entre pessoas mais velhas e que não têm o menor medo de ser feliz, o pessoal se acabava no salão dançando de rosto colado, ou fazendo passinhos da época e dando uma baita lição nessa juventude que gosta de rotular as pessoas, sem perceber o quanto estão perdendo.
Bom, vocês devem estar se perguntando onde estava o filhote enquanto a mamãe aqui estava na gandaia, eles estava aproveitando as vovós e a priminha. Sentiu um pouco de falta de mim, mas isso só durou um segundo, pois logo ele já estava em uma boa brincadeira.
O final de semana foi maravilhoso, o Ravi fez a maior falta, mas estou muito feliz por ter encontrado uma parte de mim que tinha ficado por aqui e, o melhor, percebi que posso encontrar essa minha parte toda vez que vier.

2 comentários:

Eliane disse...

É isso ai Soraya, fiquei feliz que vc está se divertindo, curtindo os amigos e a família.
Grande beijo, Eliane.

Soraya Cruz Wallau disse...

Oi Eliane, brigadão! Bjão.