quarta-feira, 18 de junho de 2008

Apareceu a margarida!

Na última semana tivemos a visita dos nossos grandes amigos Sabrina e K.belo, foi uma visita curta, de uma semana, mas valeu, pois trouxe um ânimo novo para nós que estávamos meio bola-murcha nos últimos dias. Pudemos conhecer as Montanhas Rochosas, que é um lugar de tirar o fôlego, um tanto claustróbicas, mas sem dúvida LIndas! Deu até saudades do tempo de rapel...
Esses dias foram engraçados, pois pude sentir de novo o que eu senti quando eu cheguei, atráves dos olhos deles, foi bem legal.
O Tutu ficou em estado de graça e como disse o K.belo, ele ficou com a barriga tanquinho de tanto dar risada, ele não deixava a Sabrina e o K.belo em paz, tinha que olhar toda hora se eles estavam dormindo, se estavam tomando banho...estava morto de saudades dos tios tão queridos, pois afinal de contas a gente não passava uma semana sem se ver, eles até eram os contatos de emergência da escola do Arthur em São Paulo, nossos parentes (postiços) mais próximos, mas o K.belo é como se fosse padrinho do Tutu, pra falar a verdade se ele não tivesse a mesma religião que eu e o Ravi, ele até seria...mas o sentimento é o que liga! Ele é um dos padrinhos, pois tem o Fronha (Fabrício), Chuck (Raphael), o Boca (Renato) e o meu irmão Danilo.
Mas sabe o que nós mais gostamos de tudo? Foi poder conversar com alguém que te conhece tão bem que você não precisa de melindres (não sei se é assim que escreve), e o melhor é falar as coisas e ter certeza de que eles sabem que tudo que você está falando é verdade, pois te conhece, conhece a sua vida, sabe?! A gente fica aliviado em poder falar abertamente, enxer a cara sem ter medo de ser chamado de bebum, rir sem esconder os dentes...Muito bom!
Ando com saudades do Brasil, pra variar, mas a minha saudade maior nem é tanto das pessoas, mas de como agir com as pessoas. Meu grande problema ultimamente vem sendo essa crise de identidade, como se não bastasse estar recentemente nos 30 anos (quem estudou psico me entende!) e morrer de saudades de baladas gigantescas.
Bom, mas meus planos de futuro agora são poder ir para o Brasil o quanto antes, ajudar o meus pais nem que seja só com os ouvidos e os braços abertos, ir para baladas até criar bolhas nos pés e comer muito pastel e bolo com gosto de Brasil, pois os daqui são muito ruins. Blagh!
Enquanto isso, vou procurando outro curso para fazer já que o meu acabou essa semana e ele me deu apenas mais vontade de saber mais.
Um beijo para todos e espero não ficar longe por tanto tempo.

3 comentários:

Ravi disse...

Faaaaaaaaaaala Sô!!!

Eliane disse...

Senti tua falta. Grande beijo, Eliane.

Soraya Cruz Wallau disse...

Oi Eliane! Brigadão! Bjinhos.