sexta-feira, 12 de outubro de 2007

Um dia especial.

Muito engraçado, aqui hoje não é feriado, mas eu estou com uma sensação de feriado, acho que é porque eu posso ligar qualquer hora e encontrar alguém na casa da minha mãe.
Nós aqui em casa não somos católicos, somos apenas brasileiros, o que quer dizer que apenas curtimos o fato de não ter que fazer nada em dias santos. Ontem, o Ravi foi comprar o presente do Arthur de Dia das Crianças e eu fiquei pensando que não era certo, não que ele não mereça um presente, mas porque em primeiro lugar aqui não existe essa data e em segundo lugar é muito melhor ganhar um presente por algum motivo especial, acho que dá um significado para ele, então nós decidimos que no ano que vem não vai mais ter Dia das Crianças.
Eu não gosto muito de comemorações, prefiro que um dia qualquer se torne especial, durante a minha infância sempre achei as datas fora do calendário comemorativo muito mais legais, por exemplo, eu nunca fui assistir ao 7 de setembro na praia, mas nós iamos viajar, como fomos uma vez para o Espírito Santo na casa dos pais do meu padrinho e ficamos cantando a viagem inteira Mamonas Assassinas e Leandro e Leonardo, muitas risadas naquela viagem, também lembro de ir em finais de semana para a casa dos parentes do meu pai em Osasco e de repente tudo virar uma festa e o mais gostoso era que a gente tomava Tubaína (iguaria infantil que não existia na padaria perto da minha casa).
O meu aniversário é nas férias e nunca pude chamar os meus amigos de escola para as festinhas e muitos amigos da rua também estavam viajando, não vou dizer que não gostava da festa, mas acho que nunca liguei muito porque na minha casa bastava chegar mais um que virava festa, então acho que não percebia a diferença de mais um dia normal.
O Halloween está chegando e acho que essa data sim é legal de curtir, porque as crianças não ficam pensando no que pedir e sim em como se divertir. Nesse fim-de-semana, nós vamos comprar os enfeites, ou melhor, as coisas para fazer os enfeites porque essa também é uma boa oportunidade de transformar nosso dia em um dia especial.


Ps: eu achava que o Arthur fosse nascer nesse dia.

7 comentários:

Ellie disse...

Ola Soraya,

Obrigada pelo comment la no blog. Prazer em conhece-la. Resolvi expiar no seu blog tambem e adorei as fotos. Entao faz pouco tempo que voce mora no Canada, neh? Esta gostando?

Eu tambem adoro Halloween. Acho uma data super legal. Adoro ver a criancada fantasiada se divertindo. Adoro ver as aboboras, as colheitas, eh uma epoca muito legal.

So lendo seu blog que eu me toquei que hoje eh feriado no Brasil. Preciso anotar no meu calendario, hehehe

Soraya disse...

OI, eu estou faz apenas 3 meses, não estou nem engatinhando ainda. hahaha.Mas já estou amando tudo.

Paulo disse...

Olá Soraya, minha afilhada predileta.

Sua madrinha estava lendo o seu blog e me chamou para ver também. Recordar daquela viagem ao Espírito Santo foi como voltar no tempo. Ainda estão bem presentes em nossa memória, a "criançada" cantando (você esqueceu de mencionar os Raimundos), todo mundo se apertando, êta viagenzinha demorada. Mas foi inesquecível.
A propósito adorei o seu blog, também dei uma zapeada no do Ravi, vou virar leitor assíduo.
Beijos, saudades.

Padrinho Paulo

rose(madrinha) disse...

Soraya, recebemos seu postal e ficamos muito contentes por você ter se lembrado da gente.
Agora com seu blog (gostei do novo visual) ficou fácil de matar a saudade de vocês.
Você tem muita facilidade de escrever né? Não puxou sua madrinha.
Beijos em todos aí.
Sua madrinha

Soraya disse...

Ehhhhh!!!! Que bom que vocês leram!!!! Pode crer e Raimundos...
Amo vocês e morro de saudades. Obrigada por terem feito parte desses dias especiais.

Elisabeth disse...

Oi Sora!
Vi o Paulo comentando do blog do Ravi...
Fala pra ele me desculpar por não visitá-lo nunca, dia desses eu dou uma geral por lá. Aliás, dei boas risadas com a descrição dele no perfil do orkut.
Bjus à todos!

Anônimo disse...

Vc tem razão que agora o blog tá a sua cara...

Aaaaaaaaaai que saudade. Mesmo dos dias que eu te ligava mesmo não tendo nada pra falar no telefone.

Sô que merda hein? O bom de ter vizinho chato é que não precisa convidar ele pro churras.

Tinha mas um coments a fazer a respeito acho que da sua descrição mas não lembro o que é... Péssimo.

Bj pra vc e pro Tutu!

Carô